Programa Maranhão Juros Zero: crédito e acesso às pequenas empresas

Notícias

Programa Maranhão Juros Zero: crédito e acesso às pequenas empresas

por Governança em Foco

Por Sueley Barros Sorato e Assessoria de Comunicação Social- SEINC MA – O Programa das Cidades Sustentáveis (PCS) oferece aos gestores públicos uma agenda com orientações e casos de sucessos interessantes sobre sustentabilidade urbana. Esses conteúdos vêm com uma série de indicadores e um banco de práticas de casos exemplares nacionais e internacionais a serem seguidos. A iniciativa é muito positiva, principalmente, para os tempos atuais. O Estado do Maranhão tem realizado ações que contemplam diferentes itens de desenvolvimento urbano sugeridos no PCS. Um exemplo é o Programa Maranhão Juros Zero, no âmbito da indústria, inovação e infraestrutura. Ele aumentou o acesso das pequenas indústrias e outras empresas, aos serviços financeiros, incluindo crédito acessível. Também promove a integração em cadeias de valor e aos mercados.

Programa Maranhão Juros Zero: como funciona

programa maranhão juros zero

Lançamento do programa/Foto: Agência de Notícias

A partir de seu início, dia 09/06, microempresários do Maranhão têm a facilidade de solicitar empréstimo financeiro sem pagar qualquer valor extra. A solução, criada pelo governo do Estado em parceria com o Banco do Brasil, objetiva estimular os pequenos empreendedores, movimentar a economia local e criar vagas de trabalho. O Programa Maranhão Juros Zero é uma iniciativa pioneira para alavancar o investimento produtivo e promover a geração de emprego e renda no Estado.

Quem pode se cadastrar?

Microempresários, microempreendedores individuais (MEI) e proprietários de empresas de pequeno porte de todo o Maranhão, com faturamento anual de até R$ 3,6 milhões. Eles podem se cadastrar nas agências do Banco do Brasil até dia 30 de novembro. Quem aderir ao programa poderá solicitar empréstimo de até R$ 20 mil. A cada pagamento das parcelas dentro do prazo, os juros serão imediatamente devolvidos.

Como aderir ao Programa Maranhão Juros Zero?

O interessado deve procurar qualquer agência do Banco do Brasil e fazer o empréstimo indicado ao programa estadual. O empresário vai assinar o Termo de Adesão ao Programa, autorizando o banco a disponibilizar para o governo informações da operação contratada. A partir daí, o empreendedor será submetido às análises da instituição financeira para que seja confirmado o crédito. Valor total, quantidade de parcelas, prazo de pagamento e outras questões afins serão definidas pelo banco.

Os empresários que obtiverem o empréstimo, com a instituição parceira do programa, não pagarão juros algum, desde que cumpram os prazos de pagamento. Ao Governo, caberá quitar estes juros. A devolução dos juros será feita com depósito em conta de livre movimentação que a empresa detenha na instituição financeira. O valor do empréstimo deve ser investido em:

  • ampliação dos negócios
  • aquisição de equipamentos
  • formação de capital de giro
  • sanar deficiências de caixa.

Recursos disponibilizados

A fim de possibilitar que microempreendedores de todas as regiões do estado possam participar, o governo distribuiu os recursos do programa entre as 21 microrregiões do estado, mapeadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A divisão do recurso foi proporcional ao número de empresas com cadastro ativo registradas nos municípios que compõem cada microrregião

O Governo do Estado investiu R$ 5 milhões para serem utilizados no pagamento dos juros, por empréstimos de valor total de até R$ 92 milhões. São aproximadamente 18,5 mil operações de crédito a serem realizadas pelo programa.

O Programa Maranhão Juros Zero atende ao apelo da classe micro empresarial pela abertura de mais negócios.

  • Nilson

    Pena que o programa não é para todos os empresários, só para empresas que já possuem conta no BANCO DO BRASIL. Não acho que isso é justo.

Cadastre-se e receba nossa newsletter

Seu e-mail foi inserido em nossa newsletter.

Feito por Santa Fé/FALOMI